29 janeiro 2011

CAU: O que Muda?






No dia 30/12/2010, foi aprovado o projeto de lei que cria o CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo). Essa separação do CREA já era uma reivindicação antiga dos arquitetos, e agora que foi concretizada, passará por um processo de estruturação até que entre em vigor. 

Mas,o que mudará na vida profissional dos arquitetos após serem desligados do sistema antigo?

Como essa era uma dúvida que eu tinha, resolvi pesquisar para ficar a par do assunto, e dividirei com vocês as minhas principais "descobertas". As características do novo conselho:


Continue lendo no link abaixo...


  1. Todos os arquitetos urbanistas que quiserem exercer legalmente a profissão, deverão estar registrados no CAU (obrigatório, não é opcional continuar no CREA). O Crea desligará os arquitetos do seu sistema automaticamente, passando-os para o novo conselho, que depois de totalmente implementado, receberá novos arquitetos diretamente.
  2. O CAU será capaz de fiscalizar todas as etapas do exercício da profissão, ao contrário do Crea que fiscaliza apenas a execução da obra. Com isto, pretende combater o exercício ilegal da arquitetura de uma forma mais ampla. Ex.: para ter uma empresa que preste serviços de arquitetura e urbanismo, terá que existir um profissional diplomado nessa instituição...entre outras coisas.
  3. A transição do CREA para o CAU está prevista para o prazo de até um ano, e depois eleições serão realizadas para definir presidentes e conselheiros, e haverá um unidade em cada Estado.
  4. A anuidade está prevista para ser de R$ 350,00. Apesar de ser mais cara que a do CREA (R$ 230,00), os arquitetos terão vantagens: formados até 2 anos e formados há mais de 30 pagarão metade; os que contribuírem por 40 anos, param de pagar.
     5. A taxa de ART terá um valor fixo: R$ 60,00 (a do CREA varia de acordo com o valor do serviço).         O nome também mudará, e será chamada de RRT (Registro de Responsabilidade Técnica).

      6. Todos os arquiteto registrados no CAU serão obrigados a votar nas eleições do Conselho (no Crea, o voto era opcional) 

      7. Copiar projetos passará a ser crime previsto na lei: os direitos autorais ganharam destaque.

    É isso! Vamos torcer e esperar que dê certo, e que o CAU consiga se estruturar para atender aos arquitetos de forma satisfatória (como o CREA já está há muito tempo com essa função, o recém chegado conselho terá muito trabalho pela frente...) Boa sorte à todos! 

    Ps: Mais dúvidas e detalhes podem ser esclarecidos no site do CAU: http://www.cau.org.br


    __________

    Blogger: 3 Comentários

    Luciana 3 de março de 2011 12:06

    Além da anuidade ser mais cara eles não definem um piso para a gente? E quem é engenheiro e arquiteto vai ter q pagar ao CREA e ao CAU? Não estou vendo nenhum ponto positivo nesse CAU.

    Blog da Arquiteta 25 de agosto de 2011 03:55

    As coisas ainda estão sendo resolvidas, mas vamos aguardar e vê no que dá! ;)

    Anônimo 5 de setembro de 2012 15:57

    Como faço para passar meu crea para cau?

    Postar um comentário

    Facebook: comentários

    LinkWithin

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...