01 março 2013

Quero prestar vestibular para arquitetura, o que preciso saber?






O Blog da Arquiteta recebe pelo menos 5 e-mails por mês de estudantes do ensino médio que pretendem prestar vestibular para arquitetura. Geralmente, sâo jovens que ainda tem muitas dúvidas sobre a profissão, e precisam saber mais um pouco sobre como é ser um arquiteto antes de decidir entrar na faculdade.
Pensando nisso, resolvi transformar a resposta que sempre dou aos e-mails que recebo em um post, para ajudar mais pessoas que precisam entender um pouco sobre o que um arquiteto faz!

LEIA MAIS:




NA FACULDADE:  os trabalhos são bem puxados (não é a toa que o curso é carinhosamente conhecido como arquitortura), é muito comum estudantes de arquitetura virarem noites e perderem seus finais de semana fazendo desenhos, maquetes, projetos...a carga horária é bem pesada, e se divide em basicamente 4 eixos: projeto arquitetônico, projeto de urbanismo, história da arquitetura, e a parte técnica (engenharia). Tudo isso geralmente é conciliado com o estágio em algum escritório de arquitetura. O curso dura 5 anos, mas também é comum estudantes demorarem entre 6 e 7 anos para se formarem, devido ao grau de dificuldade e dedicação que exige. Mas também é muito legal, fazer aquele trabalho que você gostou, ficou bonito, o professor elogiou...Você pode ver a grade curricular do curso pesquisando no site da faculdade que você pretende estudar, aí você vê quais disciplinas vai cursar.

Quanto a estudar fora do Brasil, se você pretende voltar pra cá, não aconselho fazer a faculdade completa fora, você não vai aprender a construir da forma adequada ao brasil, e isso pode trazer problemas no dia-a-dia profissional, e também na questão de revalidar o diploma. O ideal é você fazer um intercâmbio por um ano durante a graduação, passe um ano numa universidade fora mas conclua seu curso no Brasil.

PARA SER ARQUITETO, PRECISO SABER DESENHAR? Não é preciso saber desenhar divinamente, apenas saber fazer esboços que deixem entender e desenvolver a sua ideia, já que atualmente é quase tudo feito no computador. Lembre-se que gostar e saber desenhar ajuda, mas na faculdade o tipo de desenho que você fará não é o desenho artístico que você curte como hobby: desenhar paisagens, desenhos animados, etc, é uma atividade lúdica, mas pra ser arquiteto, deve dominar a linguagem arquitetônica do desenho técnico, que envolve arte, mas também muita Norma da ABNT, regras, medidas e escala. E na faculdade tem algumas disciplinas que ajudam a desenvolver isso, pois melhora com o tempo. Na verdade, quem sabe desenhar tem maiores vantagens pois mostra um croqui ao cliente e desenvolve suas ideias mais rápido, mas pode ser considerado um diferencial, não algo essencial. Você deve ser capaz de se expressar graficamente, mas não precisa ser um desenhista profissional, mas se você for, melhor para você. Mas pelo menos um rabisco, um croqui um esquema, etc, você precisa saber fazer, senão, não dá pra ser arquiteto sem desenhar absolutamente nada, nunca...

O desenho é parte do processo criativo da edificação, enquanto você pensa na sua ideia vai rabiscando seu pensamento e ali vai surgindo o que você quer projetar. Depois, tudo é colocado no desenho do computador. Alguns arquitetos já pensam direto no AutoCAD/Revit, mas eu particularmente acho estranho toda vez que tiver uma ideia ter que correr para frente de um computador, em vez de começar a rabiscar com o bom e velho lápis. Abaixo, exemplos de croquis (desenhos iniciais de ideias) realizados por arquitetos: é esse o tipo de desenho que minimamente você deverá conseguir fazer ao terminar o curso, e durante também. Não se assuste se achar difícil, ou se pensar: eu não sei desenhar assim! Com o tempo durante a faculdade todo mundo aprende a desenhar com essa linguagem arquitetônica, uns com mais habilidade, outros menos, mas todos serão "treinados" para isso. O croqui é um desenho mais para você, onde se desenvolvem as ideias, você rabisca, apaga, muda, etc. Depois de tudo definido, você passa para o computador, faz uma perspectiva 3D e mostra para o cliente. Antigamente as perspectivas (vistas externas do edifício) eram feitas na prancheta, então realmente era preciso ser bem habilidoso ou contratar alguém que fosse. Hoje em dia alguns arquitetos ainda trabalham assim, pois fica visualmente mais "humano" uma perspectiva feita à mão, dá uma estética bonita ao projeto. As feitas em computador são bem realistas, parecem fotos, e os cliente gostam muito. (querem ver desenhos bonitos à mão: http://fabricadecroqui.blogspot.com.br/). Já se você gosta e se realiza fazendo desenhos variados, personagens, cartazes, gosta de trabalhar o plano 2D, talvez o curso de design gráfico seja ideal. Muitas pessoas procuram o curso de arquitetura por que amam desenhar, mas se decepcionam na faculdade, pois veem que não é nada disso. Aquela coisa prazerosa de desenhar por criatividade e diversão temas livres e imaginários não existe na faculdade de arquitetura. É arte aliada à técnica, a algo bem objetivo que será construído em forma de edifício. É a arte de trabalhar o espaço, o desenho é uma ferramenta para expressar sua ideia espacial tridimensional. Você vai desenhar essencialmente casas e prédios na faculdade. Outros tipos de desenho artístico ficarão apenas como hobby.

croqui de funcionamento geral de casa
croqui de vista externa de casa
Planta baixa. desenho em CAD finalizado
croqui de vista interna 
croqui de planta baixa


croqui para um edifício
croqui de fachada
perspectiva em projeto antigo, método de desenho em prancheta
perspectiva computadorizada em software 3D
perspectiva atual, mas com técnica artística à mão

E sobre matemática: algumas faculdades exigem mais ou menos dos alunos nesse sentido, vale a pena você pesquisar onde quer estudar para saber. Algumas escolas tem cálculos, enquanto outras querem um domínio mais teórico do aluno sobre essa parte de engenharia. Porém, são poucas disciplinas, geralmente só 5 ou 6, que envolvem matemática e também física. Realmente, se você tem dificuldade, terá que se esforçar um pouco mais, pois essas disciplinas podem se tornar muito chatas para você. Mas não é impossível, e ainda por cima, arquitetos em geral (exceto os que gostam e se especializam em cálculo) usam quase nada ou nada desses cálculos de física na vida profissional (o que fica mesmo é a parte teórica da coisa). Igual ao quesito saber desenhar, saber calcular é um diferencial que pode ser um plus para você que seus colegas não terão, mas não é obrigatório para um arquiteto calcular a estrutura de um edifício, ele deve entender como essa estrutura funciona.


NA VIDA PROFISSIONAL:  você deve estar preparado para trabalhar bastante, e se você tiver seu próprio escritório, em casa depois do expediente e também nos fins de semana. Projetos requerem um elevado grau de detalhamento e vários desenhos, então, um só projeto toma muito do tempo do arquiteto, e todos os clientes querem o projeto "pra ontem", e isso pode ser bem estressante. Diferentemente de um curso de medicina, por exemplo, em que o recém formado já sai da faculdade praticamente empregado e ganhado bem, com arquitetura é um pouco mais difícil de se estabilizar no início. Alguns arquitetos são promovidos a arquitetos colaboradores do escritório em que estagiavam, outros tem arquitetos na família e se integram ao escritório do pai, mãe, tio, etc, e outros se associam com amigos ou sozinhos para montar seu próprio escritório, ou trabalham em prefeituras. As duas primeiras opções são mais seguras, já que o arquiteto precisa captar clientes, e já estar trabalhando num escritório conhecido garante isso. Já fundar seu próprio escritório requer um pouco mais de esforço, networking e marketing, para os clientes conhecerem você. Uma boa dica é ir trabalhando para familiares, amigos, por um preço mais barato para fazer propaganda, e aí o boca-a-boca e marketing pessoal  faz o resto. É preciso gostar de se relacionar com pessoas no dia-a-dia, e com prazos e trabalhos sob pressão, pois você irá lidar diretamente com seus clientes, que nem sempre estarão de bom humor nem disponíveis a esperar o projeto ficar pronto e isso pode ser bem estressante!
Outra coisa bem chata da profissão são os clientes que não valorizam nosso trabalho: recebem o orçamento e acham muito caro e desistem, ou ficam pechinchando demais, ou pagam o anteprojeto e depois somem, e ainda os que recebem todo o projeto e ficam dando trabalho para pagar...isso é bem estressante e muito chato!
Trabalhar em prefeituras às vezes é a opção mais viável para recém formados, porém vale salientar que os salários são baixos e o reconhecimento do seu trabalho é pouco.

Há ainda os profissionais que preferem a área acadêmica, e viram professores universitários nos cursos de arquitetura. Para isso, é importante ainda na faculdade fazer monitoria, iniciação científica (participar da pesquisa de algum professor), e depois que se formar se dedicar ao mestrado e doutorado. Para ser professor de federais, é preciso passar em concursos. De particulares, processos seletivos.
Isso nos leva a um outro segmento profissional, o concurso público. Há muitos arquitetos que se formam e viram concurseiros, mas as vagas destinadas especificamente para arquitetura são sempre pouquíssimas, então, para se dar bem nessa área, precisa estudar bastante, e os salários são sempre bons.

A área de ambientação de interiores, assim como a de paisagismo, não é uma área específica dos arquitetos, pois também pode ser exercida por designers e decoradores e agrônomos, porém o arquiteto tem o diferencial de entender dos processos construtivos, coisa que não existe na formação dos outros. Além disso, a profissão do designer ainda não foi reconhecida (está em processo), e como arquiteto, você terá órgão de classe, registro em conselho, e deveres garantidos por lei (designer, ainda não). Na faculdade, não há muitas disciplinas voltadas para interiores e paisagismo, o ideal é realmente fazer uma pós-graduação e se especializar. Também é comum arquitetos se associarem a designers e agrônomos paisagistas para desenvolver trabalhos em parceria, pois um complementa o saber do outro.

Quanto ao mercado de trabalho, atualmente o mercado está aquecido (pode ser que mude daqui há alguns anos, nunca se sabe!)

Sobre os salários, se você trabalha de arquiteto colaborador, ganha de 1.000,00 a 3.000,00 em média. Se tem seu escritório, pode cobrar pelo projeto dependendo da área construída: uma casa pode ser em média no mínimo 2.000,00 e um hotel, por exemplo, mínimo 15.000,00. Uma ambientação pode variar entre 40,00 reais e 90,00 reais o m² em média (depende da fama ou se é um arquiteto muito badalado, ou ainda no início da carreira). Arquitetos muito reconhecidos/famosos cobram acima do valor de mercado. Isso também varia de cidade, estado e país, claro - esses valores são apenas uma estimativa.

Mas apesar de toda dificuldade e estresse, é uma profissão muito gratificante, depois de ficar muito tempo trabalhando em um projeto, é uma realização vê-lo materializado, seja uma ambientação que ficou linda, seja um prédio que você projetou, além do que o processo criativo pode ser bem instigante e legal.

 =)

Observações importantes/Perguntas frequentes:

- O que cai no vestibular de arquitetura?
Essa informação varia de acordo com a faculdade onde se quer estudar. Entrem no site da instituição que ajudará a descobrir. Mas geralmente, pode ter história, matemática, física ou desenho geométrico/geometria.

-Muitas pessoas nos mandam e-mails perguntando se o curso na faculdade 'X ou Y" é bom...não temos como responder, pois no Brasil são inúmeros cursos, e não conhecemos todos. Mas, para os que querem saber se a faculdade que você escolheu é boa e tem qualidade, a dica é acessar o site do MEC (Ministério da Educação) e procurar a nota que o curso recebeu. Esse conceito é um bom indicador para saber se o curso naquela instituição é bom ou não. Acesse aqui:

http://portal.inep.gov.br/educacao-superior/indicadores/indice-geral-de-cursos-igc

- Outras perguntam como se preparar para o curso, se fazer curso de técnico em edificações ou AutoCAD ou mesmo desenho artístico ajuda, etc: sim, tudo que você fizer que vá te dar uma base de conhecimentos te ajuda, mas entrar na faculdade sem saber nada disso também não é nenhum problema, afinal você está lá para aprender, e o que você não sabe, aprende fazendo já na faculdade, então, isso não é motivo para se preocupar, a maioria dos alunos entra sem saber de nada mesmo.

- Quando começar a estagiar?
Os escritórios geralmente querem alunos a partir do 5 semestre, pois para trabalhar em escritório é necessário dominar bem o CAD ou Revit (depende de qual o escritório trabalha) e também já dominar as regras de desenho arquitetônico, e ter noções de planejamento de projetos. Estudantes em períodos iniciais ainda não dominam isso muito bem.

- Estou em outra área, quero entrar no ramo da arquitetura, é arriscado?
Bem, tanto para quem está começando, como para quem está vindo de outra área, os passos não são diferentes dos que já foram descritos no post, então tanto um jovem recém formado quanto um profissional mais velho passarão pelos mesmos conflitos para se estabelecer na carreira, com o diferencial de que quem já é anteriormente formado em algo, pode sempre voltar para a antiga profissão caso não dê certo, e tem mais maturidade que os recém-formados.

- Arquitetura dá dinheiro? Tenho medo de escolher a profissão errada e não obter sucesso. Costumo dizer que essa pergunta não tem resposta, pois é algo extremamente relativo, o seu sucesso quem faz é você, depende das oportunidades e do seu esforço pessoal. E não é algo exclusivo da arquitetura, todas as profissões são assim. Atualmente é uma profissão em alta no mercado, não conheço nenhum arquiteto que não tenha emprego, ou esteja mal, todos estão muito bem, trabalhando e com projetos em seus escritórios. Mas como já disse, o cenário pode mudar, nunca se sabe. Quem quer garantia mesmo de segurança, emprego certo e dinheiro (e não tanto aptidão ou realização pessoal), deve escolher o curso de medicina ou virar funcionário público concursado, infelizmente no Brasil, é assim.

*Para saber mais sobre como anda o mercado de arquitetura no Brasil, é muito interessante observar o censo realizado pelo Conselho de Arquitetura - CAU: ele é um raio-x de como anda a arquitetura brasileira, diz muito sobre os profissionais que estão no mercado atualmente:

http://www.caubr.gov.br/censo/

-Assistam esse vídeo! É muito didático e explica de forma clara o que faz o arquiteto! http://www.youtube.com/watch?v=hhRtFF5Si4k

-Para complementar esse post, leiam a entrevista que demos para o site Minilua. Tem informações adicionais que podem ajudar!

http://minilua.com/escolha-area-arquitetura-3/


Boa sorte e boa escolha à todos e a todas!



Blogger: 129 Comentários

Diogo Suzzato 2 de março de 2013 02:47

Só defino em uma palavra este texto: "Excelente!" Parabéns pelo Blog e um grande abraço!

fidellita 3 de março de 2013 12:38

Muito bom o texto! Parabéns!

Lucy T 4 de março de 2013 19:51

Nossa, muito bom mesmo, apesar de estar um pouquinho longe, pretendo fazer vestibular para arquitetura e isso me ajudou muito, obrigada!
Beijos

http://lucyeasreticencias.blogspot.com.br/

Anônimo 5 de março de 2013 14:49

Ótimo texto me ajudou bastante!

Anônimo 5 de março de 2013 16:26

Por favor não cursem arquitetura, não tem vaga para arquiteto, não tem emprego.....não adianta estar qualificado porque não existe vagas para arquiteto, quando tem pagam super mau.....prefiram engenharia tá sobrando vaga.

Blog da Arquiteta 6 de março de 2013 11:32

Anonimo acima: realmente, no brasil atual um engenheiro civil ganha bem melhor que um arquiteto. porem me lembro de ha 10 anos atras, os engenheiros estavam todos mudando de area, pois nao havia emprego pra engenheiro. Acho que voce esta um pouco pessimista ou realista demais, mas essas coisas de profissao do momento mudam a cada epoca, e acredito que atualmente um arquiteto com boas realacoes interpessoais e conectado ao mercado pode sim se dar bem e arrumar empregos e projetos por conta propria. Talvez voce nao tenha tido sorte ainda, ou tenha se acomodado, mas como qualquer outra profissao, nao da para esperar nada cair do ceu, tem que ralar.

moveis para escritorio 8 de março de 2013 11:04

Imagens bacana.

Anônimo 16 de março de 2013 08:54

Perfeito! meu sonho é fazer arquitetura. Acho o máximo vc criar, projetar, construir algo. Mas o problema sempre foi o meu medo por matemática, mas depois que li esse texto fiquei mas confiante e vi que há esperanças para mim. rsrsrs
Parabéns pelo blog!

CSS 19 de março de 2013 21:12

Muito bacana seu blog, gostei do layout, das cores e dos textos!
O problema do trabalho do arquiteto é que é um trabalho "de meio" e não "de fim"... Quero dizer, nenhum cliente tem prazer pagando um projeto de arquitetura.
O sujeito paga uma (para ele) fortuna por um maço de papéis dobrados. Por isso a maioria deles paga com muito mais gosto o trabalho do pedreiro do que o do arquiteto. Porque o trabalho do pedreiro aparece, o cliente vê a coisa sair do chão. O cliente não vê o projeto como a resolução de um problema e sim como uma despesa muitas vezes desnecessária (deixa que o pedreiro se vira...).
O mesmo ocorre em relação aos empregos, o arquiteto como profissional de meio que é, é visto como uma despesa e não como um ente atuante na resolução de problemas.
A bem da verdade, o arquiteto é o profissional mais dispensável de todo o processo da construção.
E tem mais a concorrência com o engenheiro civil. Um bom engenheiro faz tudo o que um arquiteto faz (conheço engenheiros que fazem decoração e planejamento de interiores e dão baile em muito arquiteto renomado) e mais os cálculos estruturais, pelo mesmo salário. Ou seja, para quem contrata, eu diria que um engenheiro só traz vantagens. Isso só demonstra o quanto é possível "tocar" uma obra sem arquiteto (não estou colocando em xeque se a obra vai ficar esteticamente bonita ou feia - mas em termos de funcionamento, de qualidade, enfim, em termos práticos...). Fazer o quê, é a vida... Resta-nos disputar as poucas vagas de concurso, em geral a remuneração é um pouco melhor.

Blog da Arquiteta 20 de março de 2013 21:45

CSS concordo em parte com seu comentário, pois não acredito que o engenheiro seja tão capaz de resolver os problemas de planejamento como o arquiteto. E somente por que em sua formação em engenharia civil, o mesmo não é treinado para tal.
O profissional mais adequado, ao meu ver, para isso continua sendo o arquiteto. Do jeito que voce citou engenheiros que sao melhores decoradores que arquitetos, conheço vaaaarios que nao entendem nada de funcionalidade e de estética, e se metem a "arquitetar" espaços sem a menor noção do que estão fazendo, com erros enormes.
Enfim, não estou falando mal dos engenheiros, mas acredito que da mesma forma que um arquiteto não é muito apto em geral para calcular a estrutura de um prédio, o egenheiro também não faz satisfatoriamente um projeto arquitetônico: é a especificidade da profissão de cada um, e isso é bom, pois se não houvesse essa diferenciação, só existiria uma das duas profissões, concorda?

Obrigada pelo seu comentário! ;)

Anônimo 9 de abril de 2013 10:50

Eu, primeiramente, ameei o texto! Ajudou muito! Mas ainda não consegui decidir entre arquitetura e engenharia civil... T-T
Eu tenho muita afinidade com cálculos e gosto de "botar o capacete" (porque, até onde sei, os engenheiros tem sempre que estar pela obra observando, ajudando e tal), MAS eu também me encanto por desenhar, fazer maquetes, projetos e amo urbanismo!
Já me disseram pra tentar fazer as duas, só que, se for pra fazer uma e depois a outra, eu preferiria começar com uma e fazer uma pós-graduação ou um mestrado voltado para a outra, entende? E pelo que você disse, fazer as duas ao mesmo tempo parece ser impossível (eu nem sei se pode).
Então, você teria alguma coisa pra me dizer? E, se fosse pra começar com uma e fazer uma pós ou mestrado voltado para a outra, com qual das duas você acha que eu deveria começar? Desde já, muito obrigado! :D

Blog da Arquiteta 9 de abril de 2013 20:35

eu acho complicado uma pós substituir um curso. uma pós é mais para aprender algo específico, pois ela geralmente tem apenas 2 anos de duração. então, fazer uma pos em arquitetura nao te torna um arquiteto, e uma em engenharia tambem nao faz de voce um engenheiro...entende? a pós serve para se aprofundar em um assunto específico, mas nao é uma graduação, que ve tudo de forma global.
quando eu fiz faculdade, tinham algumas colegas que cursavam as duas graduações ao mesmo tempo. arquitetura era de manhha e tarde, e engenharia de noite. porém elas focavam mais na arquitetura e faziam duas ou tres disciplinas da engenharia, dessa forma se formaram primeiro arquitetas, e alguns anos depois, engenheiras.

apenas é permitido se forem em instiuições diferentes: uma federal, outra estadual ou particulares, pois existe uma lei federal que proíbe a mesma pessoa de ter duas matrículas em universidades federais ao mesmo tempo.
mas se você quiser fazer as duas graduações, não é impossivel, basta se dedicar bastante que você consegue, e vai se tornar uma profissional diferenciadíssima no mercado, pois poucas pessoas são arquitetos e também engenheiros, vai ter construtora disputando você!

boa sorte!

Anônimo 18 de abril de 2013 11:30

Perfeito! meu sonho é fazer arquitetura.sou mais ser arquiteta do que engenheiro,pois se errar e cair quem leva a culpa?engenheiro

Monique Pires 20 de abril de 2013 20:50

Li todo o texto e só confirmei o que ja sabia. Estou no curso certo! <3

Henrique Tenório - Maceió 4 de maio de 2013 12:16

Sou arquiteto e estou formado a quase 6 anos, fiquei feliz de ler este texto, pois vi que vc não esqueceu nada em relação a nossa árdua e primorosa profissão, dificuldades e alegrias, tempos e dúvidas...Muito legal, arquitetura é um curso multidisciplinar e estigante, desafia vc todos os dias e entender e fazer algo que vc nunca fez. Parabéns pelo texto!!!!

Blog da Arquiteta 4 de maio de 2013 19:48

Muito obrigada a todos que gostaram e comentaram! ;)

Neuruska Papel de parede 12 de maio de 2013 13:36

Excelente!! Muito bom, parabéns pelo Blog.

Anônimo 26 de maio de 2013 14:34

Desde os nove anos de idade eu sonho em ser arquiteta e fazer um desses intercâmbios de 1 ano em outro país. Sendo assim, qual país você me indicaria? Já ouvi falar muito das universidades espanholas, mas não me dou nada bem com essa língua.. rs
Agradeço desde já e parabéns pelo seu ótimo post!

Blog da Arquiteta 27 de maio de 2013 14:35

Olha, as universidades espanholas sao bem conceituadas, apesar de muitas vezes serem buscadas por jovens que vao para estudar, mas ao chegar la so querem saber de festa. Espero que esse nao seja o seu caso, que voce aproveite para se divertir, mas tambem estude um pouquinho! As de portugal (porto, coimbra) tambem sao otimas!

carcamano 29 de maio de 2013 18:12

Um pouco de história....http://raizesdaarquitetura.blogspot.com.br/2013/05/centro-historico-em-garibaldirsparte-i.html

digao 6 de junho de 2013 22:29

parabens muito bom o texto .

Ester Souza 16 de junho de 2013 22:57

Olá :) Muito obrigada pelo texto, bem legal e clareou minha mente. Porque eu to nessa indecisão de escolha profissional, e eu gosto muito de arquitetura, mas o meu problema é a matemática, não que eu não goste, mas é uma das minhas menores notas no boletim :c Dai pintou a insegurança, mas acho que se eu estudar um pouco mais eu consiga né? Muito obrigada :D

Anônimo 24 de junho de 2013 14:37

Gostei muito, seu blog é muito interessante. Parabéns.

Anônimo 29 de junho de 2013 02:16

Olá! Adorei todo o texto. Tenho 16 anos e sempre amei o ramo da arq. Mas tenho a dúvida da maioria, que é o não saber desenhar... Gosto muito de ler, no curso há muitos livros, exige leituras? Não queria cursar um ensino superior só fazendo maquetes... Mas enfim, estou no 3 ano do Ensino Médio e falta pouquinho pra minha concreta decisão de fazer arquitetura. OBRIGADA!

Blog da Arquiteta 1 de julho de 2013 20:52

Tem muita leitura nas disciplinas de hitoria da arquitetura, nao se preocupe

voltoabordodeumcometa 9 de julho de 2013 18:14

Olá,
sou publicitária formada, a menos de um ano. Mas pretendo largar tudo para fazer arquitetura, pois vejo nela uma fonte mais de arte e design, fiz Publicidade mas não me vejo publicitária. Não sei se me entende.
Você acha muito arriscado sair de uma profissão e começar um curso integral?! O que você acha de uma publicitária-arquiteta?!

Estou bem confusa se largo tudo ou não. Li o seu texto e achei bem interessante e esclarecedor, mas alguns comentários me deixaram confusa.

Blog da Arquiteta 9 de julho de 2013 19:00

Olha, não vejo nenhum problema voce largar sua atual profissão e querer ser arquiteta, é válido a gente ir atrás do que gosta antes que seja tardee depois apenas poder se lamentar, não é?

O risco que eu vejo é a questão do trabalho, se você tiver condições de parar tudo e ficar 5 anos só estudando e ganhando pouco como estagiária, vai em frente, mas se pra você largar a profissão em publicidade e cursar a faculdade vai gerar despesas, talvez você possa tentar conciliar, continuar trabalhando e pagar uma particular à noite. Enfim, cabe a você decidir se vale a pena, mas pessoalmente, não vejo problemas, afinal se não der certo você vai ter 2 diplomas, pode voltar a ser publicitária!

Anônimo 11 de julho de 2013 02:28

Sabendo-se que o curso de arquitetura exige demais de seu tempo, queria saber se tem como conciliar trabalho e a faculdade. Não posso passar cinco anos de minha vida sendo depedente de pais ou algo do tipo. O que me diz? Depois de quanto tempo começam os estágios?

Blog da Arquiteta 11 de julho de 2013 15:16

É complicado, mas nao é impossivel, mas voce teria que cursar a faculdade À noite. Nesse caso, geralmente faculdades particulares são mais "light", o curso das federais é que sao mais pesadões pois assiste aula de manha e de tarde.

Blog da Arquiteta 12 de julho de 2013 22:10

Vitor Santiago abaixo (comentários do facebook). Depende da sua faculdade, pesquise o regimento, mas nas federais é no minimo 3 anos.

Anônimo 13 de julho de 2013 11:45

Gostei muito do seu post.
Gostaria de saber: Em média, a partir de que semestre da para começar a estagiar.
Parabéns pela iniciativa!!!

Blog da Arquiteta 14 de julho de 2013 00:56

Geralmente a partir do 4 ou 5 periodo, pois para estagiar vc precisa saber desenho arquitetonico, ter noçoes ja de funcionalidade de projetos, e usar o CAD.

weslley nascimento 15 de julho de 2013 18:22

olá gostei do seu post pois me animou bastante,tenho 18 anos e estou meio em duvida em fazer faculdade de arquitetura e urbanismo ano que vem, minha tia é designer de interiores, e ela tá fazendo faculdade de arquitetura, tem dois meses que terminei meu curso de auto CAD, depois que eu fiz me interessei mais por essa área, fico meio inseguro sobre a matemática, meu histórico escolar na matéria de matemática é muito fraco, queria que você me ajudasse sobre isso porque tenho muita dificuldade na matemática por isso estou em dúvida de fazer faculdade de arquitetura. e parabéns pelo post!!!

Van 16 de julho de 2013 21:44

Olá! Estava pesquisando sobre o curso de arquitetura e encontrei o seu blog. Queria agradecer, pois você esclareceu muitas das minhas dúvidas! Eu ainda estou um pouco insegura como qualquer vestibulando, mas muito do que foi descrito se encaixou no que eu quero. Uma dúvida que me restou é: Os seminários são muito frequentes no curso de arquitetura, principalmente em relação a outros cursos? Se sim, como eles são? São como apresentações de maquetes e projetos ou como "palestras" comuns?
É que sou extremamente tímida para falar ou me apresentar em público e tenho medo que isso me prejudique futuramente no curso.

Blog da Arquiteta 18 de julho de 2013 19:59

Weslley, talvez você tenha uma certa dificuldade com matemática, mas como já expliquei, não são coisas do outro mundo, você pode até ficar de recuperação, reprovar alguma disciplina, mas depois acaba passando, é só se esforçar.

Blog da Arquiteta 18 de julho de 2013 20:00

Van, como todo curso, você precisa sim apresentar seminários, geralmente nas disciplinas de história da arquitetura ou de projeto. Mas geralmente são apresentações em grupo,então é tranquilo, e eu acredito que você não deve desistir de fazer coisas que você gosta por que é tímido, e sim vencer suas dificuldades! ;)

Anônimo 6 de agosto de 2013 11:17

Perfeito !
Sonho de ser arquiteta vai se realizar !

Anônimo 10 de agosto de 2013 00:08

E o vestibular é muito difícil? O que nos recomenda a estudar? Precisa desenhos na prova (não sei desenhar quase nada)? :/

Miriam Cruz 12 de agosto de 2013 07:00

Brigada meu sonhos vam se realizar .
E ser uma grande arquitetae ser bem conhecida
pretendo me esforçar pra chegar al meu sonho
Amei ^_^

Ana Luiza Alves 18 de agosto de 2013 12:00

Perfeito o post, parabéns! Tirou todas as minha dúvidas :D

Jessica M 20 de agosto de 2013 18:38

Nossa, esse texto é excelente!
Eu tinha o sonho de ser arquiteta desde os 15 anos de idade. Mas, quando cheguei aos 17 e tive que escolher uma faculdade, eu não pude fazer arquitetura por não ter como pagar, acabei optando pelo curso de design gráfico que era mais barato e eu achava que poderia ter 'alvo a ver', obviamente não tinha rsrs Mas só descobri isso depois. Infelizmente, design não é regulamentada, como você disse, e muitas pessoas 'baixam photoshop pela internet' e fazem o mesmo serviço por preço menor. Essa concorrência desleal me fez desistir da área, pois, como você disse que acontece em Arq.: 'os clientes que não valorizam nosso trabalho: recebem o orçamento e acham muito caro e desistem, ou ficam pechinchando demais, ou pagam o anteprojeto e depois somem, e ainda os que recebem todo o projeto e ficam dando trabalho para pagar...' e acabam preferindo os que não entendem nada, mas cobram barato.
Enfim... desabafos à parte, fiquei com medo de cursar arquitetura, pois ninguém que conheço tem empresas no ramo, acho que dificilmente conseguiria me 'encaixar' na área, pensei em fazer engenharia pois pesquisei bastante e vi diversas pessoas dizerem que da mais dinheiro, mas fiquei com medo da matemática. Optei por curso técnico na área correlata e pretendo começar no inicio do ano que vem!
Desculpe pelo texto grande, e adorei a sua postagem!!!
Beijos

Raquel 26 de agosto de 2013 22:41

Arquitetura é uma área encantadora. Sempre tive vontade de cursar, mas é difícil começar do zero sem ter nenhum parente ou conhecido ja no meio e ainda mais aqui no nordeste (maceió) cujo a maioria das pessoas, realmente, não fazem questão de ter um arquiteto em sua obra. A não ser pessoas com melhores condições de vida e na construção civil. Mas o texto está ótimo. Bem resumido e pratico. Parabéns!

Anônimo 4 de setembro de 2013 09:21

Gostei,fala tudo que devemos saber, desde das coisas boas as ruins da profissão, e ta certo todas profissões tem suas dificuldades mais se fomos desistir nunca chegaremos a lugar nenhum !

Joice Aguiar 18 de setembro de 2013 16:52

Primeiramente Parabéns pelo seu ótimo texto, adorei..
mas queria que você tirasse uma dúvida.
eu não sei desenhar e quando tenho força de vontade desenho mais ou menos, mas porém sou apaixonada de coração por essa área e foi o que eu mais me identifiquei até agora, e queria saber se um curso de desenho comum ou de desenhos especializados nessa área iriam me ajudar? e qual a sua sugestão ?
Com cálculos até que sou boa, mas pra desenhar ..
E acabo me preocupo muito com essa situação, pois já estou no fim no 2°ano do ensino médio!

agradeço antecipadamente e
aguardo a sua resposta ansiosamente :)

Sabrina Novaes 24 de setembro de 2013 19:36

Olá, meu nome é Sabrina novaes tenho 23 anos e moro em sorocaba/sp.
Vou começar a fazer arquitetra e urbanismo na unip da minha cidade, você acha que é uma faculdade boa?
Eu pesquizei algumas faculdades por aqui e algumas máterias mudam de uma faculdade para outra, por exemplo: uma tem aula de cálculo já na unip não isso é normal?
Eu espero me especializar em interiores.
Você acha que teste vocacional ajuda? pois, já fiz vários e eles sempre apontam para arquitetura, artes etc...
Gosto de ler, artes e museus. Pra falar a verdade gosto de desenhar mas não sou boa e a matemática me dá um pouco de medo, meu maior medo é de chegar na hora de fazer um esboço ou uma maquete e eu não conseguir por falta de criatividade.
Muito obrigada e parabéns pelo blog

Blog da Arquiteta 25 de setembro de 2013 17:47

Joyce, seria bom você fazer um curso de desenho artístico, para desenvolver suas habilidades.

Sabrina, não conheço esse curso, mas uma boa dica é entrar no site do MEC e procurar que nota o curso dessa universidade recebeu, já é um indicador se ele possui qualidade ou não.

Anônimo 28 de setembro de 2013 17:57

Adorei ;)
Sempre gostei de arquitetura, mais meu maior medo era o de não saber desenhar, mais depois de ler esse texto maravilhoso perdi um pouco esse medo e estou mais confiante com a minha escolha.

Sandy Souza 8 de outubro de 2013 20:45

i. Sempre fui apaixonada por construção civil. Deve ser porque meu pai também trabalha na área , mas desde pequena quis ser engenheira, porém não suporto química e arquitetura pertence ao mesmo ramo e não tem química rs Daí então optei por Arquitetura. Mas fiquei com um pé atrás pois não sou muito boa em matemática :/ mas gosto de física. Já pesquisei muito em vários sites de diferentes faculdades as matérias que são exigidas e matemática pelo que vi não é muito cobrada, é mais cobrado a questão da projeção, estudo da arquitetura e tal...A partir do 5º semestre não é incluída mais a matemática. Então fiquei mais feliz e depois de ler o post estou mais confiante ainda. Parabéns pelo seu trabalho, tanto de arquiteta como blogueira, espero poder estar desfrutando daqui alguns anos o fantástico ato de ser arquiteta assim como você! Abç.

Anônimo 21 de outubro de 2013 10:03

Olá, adorei seu texto.
Quero cursar arquitetura e, gostaria de uma orientação de uma boa faculdade.

Jessy Moraes 22 de outubro de 2013 16:39

Sou estudante do 8º semestre de arquitetura na Universidade de Brasília. Aqui nós temos a parte de engenharia um pouco mais forte que em outras faculdades, mas mesmo assim não temos a matéria de Cálculo 1 como obrigatória, basta a matemática e a física do ensino médio. As matérias de cálculo são: Sistemas contrutuivos, Sistemas estruturais na arquitetura, concreto, aço, madeira e um pouco menos em topografia. Nada demais. Nessas matérias a gnt aprende os esforços que existem na estrutura pra que se tenha uma boa noção na hora de projetar. Se vc passou no vestibular com certeza a base pra essas matérias vc tem. É um curso maravilhoso, mas muito trabalhoso. Enfim, o mercado de trabalho aqui em Brasília não é dos melhores, mas sempre há espaço para bons profissionais em qualquer área.

Leticia Fernanda 22 de outubro de 2013 18:51

Ainda continuo com muitas dúvidas! Vou prestar fuvest este ano (Fau-usp) e mackenzie. Ambas as faculdades têm prova específica de desenho e eu não desenho bem. A prova é bem difícil e estiu começando a ficar desesperada porque não sei se faço um cursinho espeficio para essa área e quando entrar na faculdade não gostar do curso. É uma área que admiro muito, mas gosto muito de administração também. Não sei o que seria mais vantajoso

Jessica Kayne 23 de outubro de 2013 17:53

Oi, adorei o seu texto! Com certeza me ajudou muito, quero fazer arquitetura! (:

Anônimo 27 de outubro de 2013 10:36

Adorei seu texto, é muito bom e me ajudou a esclarecer várias dúvidas... Bom gostaria q me respondesse as seguintes perguntas:
-Tem algum curso ou pós, q eu possa fazer, conciliando com arquitetura, de designer de interiores e/ou paisagismo??!
-e... Gostaria muito de saber se ainda no primeiro ano, ou no segundo consigo um estágio na área??!

Blog da Arquiteta 27 de outubro de 2013 23:36

Pos acho dificil, pois um dos requisitos para se matricular é ter um diploma de graduaçao. Mas exestem cursos tecnicos que podem ser uma opçao. Estagio geralmente é a partir do 4 semestee, pois as proprias empresas que oferecem as vagas querem estudantes mais avançados.

Anônimo 29 de outubro de 2013 18:46

Amei o Blog ... Demais !!
Mais eu queria saber , história tambem tem muito haver com arquitetura?

Blog da Arquiteta 29 de outubro de 2013 22:07

Existem disciplinas de história da arquitetura no curso, mas o curso de história em si nao tem a ver com arquitetura, nao.

Raul Henrique 30 de outubro de 2013 22:03

Olá Gostei' muito do seu blog, me ajudou a ter uma mente mais aberta sobre arquitetura tenho esse sonho de criar, projetar, e etc, enfim ajudar as pessoas mostrando o trabalho e meu foco de estudar arquitetura.!
Muito obrigado por explicar como e ser um arquiteto.

Anônimo 31 de outubro de 2013 13:12

So Ponho fé em um universitário que vira noites, acho que todo curso exige isso, quanto ao financeiro depende do seu profissionalismo e dedicação conheço pedreiros que ganham mais do que certos médicos vagabundos que tem por aqui....

Anônimo 11 de novembro de 2013 20:09

Estou no sexto semestre de arquitetura na Católica de Brasília, mas estou totalmente desiludida com o curso e a carga horária e os trabalhos são esgotadores, além de que temos que saber de tudo um pouco, agora vi um pouco tarde que escolhi o curso errado. Meu conselho para quem está pensando em fazer esse curso, é pesar muito bem os prós e contras, e ver se realmente a arquitetura é a melhor escolha.

Anônimo 24 de novembro de 2013 21:36

Me ajudou muito.
Pois ja estou mim preparando.
Tenho 13 anos mais eu acho q quando mis cedo de preparar mais facil vai ficar...

Victor Ferreira da silva 4 de dezembro de 2013 16:31

Gostei muito do blog. Quero muito fazer arquitetura mas rola sempre aquelas inseguranças de: como vai ser até o final? como vai ser depois de formado?
Eu sou Tecnico em Edificações e tenho Cad 2d e 3d ja é um grande começo?

Anônimo 6 de dezembro de 2013 02:38

Eu tenho 12 anos e desde já comecei a me interessar e me encantar por arquitetura (por favor não fale que sou nova demais) mas o problema é que eu não tenho muita paciência, não sei se ia aguentar o stress, na sua opinião você acha que eu tenho chance na carreira?

Blog da Arquiteta 6 de dezembro de 2013 11:06

Sim, certamente o que você já aprendeu no curso de edificações irá te ajudar!

Blog da Arquiteta 6 de dezembro de 2013 11:28

Talvez a falta de paciência seja um problema, por que é preciso bastante. Mas pode ser que daqui há alguns anos, quando você estiver na idade do vestibular, isso mude, não é? ;)

Anônimo 10 de dezembro de 2013 20:14

Ola, adorei as dicas em relaçao ao curso. Mas gostaria de saber se a questao da criatividade, aprimoraremos mais durante o
curso ou nao ?

Anônimo 4 de janeiro de 2014 18:30

Desde mais nova eu coloquei na cabeça que ia fazer arquitetura e agora no meio do ano já vou prestar vestibular... Mas meu pai me cobra muito fazer uma faculdade que me dê lucros depois e tenho muito medo de fazer arquitetura e depois não conseguir trabalho, mas em geral gosto muito da profissão, o que você acha? Faço ou não? Me ajuuuda!

Anônimo 6 de janeiro de 2014 16:10

para a pessoa acima: eu acho que hoje em dia no brasil infelizmente a unica profissao que voce se forma e ja inicia ganhando muito e com trabalho garantido e medicina, o resto sempre tem que ralar um pouco para chegar lá.

william 7 de janeiro de 2014 21:00

Ola ! Estou no.ultimo ano do ensino medio, eu gosto muito de arquitetura, sei desenha algumas casas, tenho bastante noçao de construcao, pojs trabalhei muito com obra, adoro matematica, porem eu queria saber, se o minimo q eu ja sei, me ajuda a cursar uma facudade ?? Queria saber tanbem se q cursos tecnicos podem me ajudar no desenpenho da minha carreira ???
Parabens pelo.post , muito bacana !!!

Blog da Arquiteta 7 de janeiro de 2014 22:20

Sim, william, tudo que voce ja souber te ajuda. Geralmente um curso de técnico em edificações é uma boa base. Boa sorte!

Jackson 9 de janeiro de 2014 06:01
Este comentário foi removido pelo autor.
Jackson 9 de janeiro de 2014 15:34

Olá, muito bom o blog, parabéns. Esse ano começo a faculdade de arquitetura e gostaria de saber, qual país você indica para fazer intercâmbio no futuro? Algum país de língua inglesa seria ótimo.
Obrigado.

Blog da Arquiteta 9 de janeiro de 2014 21:13

Jackson, inglaterra, EUA e Canadá, são boas opções, sendo EUA a que eu considero mais interessante, pelo numero de universidades onde existe arquitetura. Boa sorte!

Anônimo 10 de janeiro de 2014 11:51

As contas sao realmente dificeis sao os 4 anos so de contas

Anônimo 10 de janeiro de 2014 11:54

Sao os 4 anos so de contas?

Blog da Arquiteta 10 de janeiro de 2014 14:27

Os calculos sao geralmente 5 disciplinas, envolvem fisica e matematica, e nao duram o curso todo, 5 anos.Geralmente no 3 ano elas acabam.

Anônimo 10 de janeiro de 2014 22:17

Olá adorei seu post.. Queria fazer arquitetura de começo, mas quando começei o técnico de edificações, logo depois de estar matriculada em Arquitetura, pensei que talvez fosse melhor Eng. Civil, pois amooo cálculos.. Já em Arquitetura tem muita teoria também, e tem que ser muito criativo, e talvez eu nao seja tanto.. Enfim. Você acha que devo tentar Eng. Civil ou ficar na Arquitetura?

Sabrina.

Blog da Arquiteta 10 de janeiro de 2014 22:28

Bem, acho que você deve escolher o que te agrada mais ;)

Anônimo 13 de janeiro de 2014 22:33

Gostei muito do post,mas me gerou uma duvida.
eu tenho as piores notas m disciplinas exatas e tenho medo de me dar mau na faculdade de arquitetura,mas eu também não queria desistir desse sonho.
o que eu poderia estar fazendo?

Blog da Arquiteta 14 de janeiro de 2014 01:16

Se voce tem diculdades em exatas, pode ser que reprove alguma disciplina ou fique de recuperaçao, mas depois se esforça e acaba passando...essas cadeiras de fisica/matematica sao apenas 5 ou 6 no curso todo...as outras pesam bem mais!

Anônimo 17 de janeiro de 2014 07:30

Quais programas você recomenda para aprender a usar? Já estou começando um de AutoCAD.
Abraços.

Blog da Arquiteta 17 de janeiro de 2014 14:30

Autocad, revit, 3ds max e sketchup sao os principais.

Andressa Gradias 19 de janeiro de 2014 14:30

Olá,nossa parabéns pelo seu maravilhoso texto, você falou exatamente o que eu precisa ler ,ja tinha um tempo que eu pensava na ideia de Arquitetura...e com seu maravilhoso texto,agora é o que realmente quero como profissão!! Uma boa tarde !

Mirella Miller 21 de janeiro de 2014 12:48

Precisa fazer a graduação em arquitetura em uma boa universidade, pública ou nas "tops" como PUC e Mackenzie? Por que ao meu ver tem muita gente fazendo arquitetura e estar em uma boa faculdade pode ser um diferencial...

Blog da Arquiteta 21 de janeiro de 2014 14:07

Mirella, no geral, as fedrais sao as melhores, mas algumas prticulares são excelentes também. Mas o curso em si não é 100%, muito depende do aluno. Se você é talentoso, esforçado, onde você estuda pode ser o de menos.

Anônimo 26 de janeiro de 2014 01:28

Com quantos anos mais ou menos um arquiteto pode se aposentar?

Anônimo 29 de janeiro de 2014 11:29

Bom dia, gostei muito do texto. Parabéns!
Pretendo cursar arquitetura ainda esse ano, pois é o que quero fazer, mas também quero me formar em algo que me dê um bom retorno financeiro. Afinal não quero estudar 5 anos me formar pra ganhar uma merreca... Enfim, gostaria da ajuda de vocês, moro no RJ não conheço ninguém que trabalhe com arquitetura, vou começar do zero. Será que é a opção certa a se fazer? Não me vejo em outra profissão, porém estou com muito medo de me formar e não ter o sucesso esperado. ME AJUDEM!!!

Samuel Guimarães 1 de fevereiro de 2014 14:37

Parabéns pelo o texto! Muito detalhado para quem está começando e está com duvidas de qual profissão seguir.

Camila Marques 4 de fevereiro de 2014 17:13

Realmente o seu texto é muito esclarecedor e, estimulante para quem já tem "feeling" para Arquitetura.
Não acredito ser bacana transferir a sua experiência e paciência, em uma espécie de Gurú da profissão rs... Mas me anima a ideia de ter alguém com bom astral, convicção, esclarecimentos e disposta a ajudar, à disposição para uma troca de ideias.
Cursei Direito até o 3º período. Mas, tanto por motivos financeiros como por ter visualizado a área como muito arrogante, parei. Penso agora em cursar Arquitetura por que gosto de expor criatividade, planejar e executar projetos, lhe dar com a realização dos "sonhos " das pessoas, interagir com pessoas e me instiga a possibilidade de ver meus projetos saírem do papel. Mas me preocupo muito, tenho 25 anos e não posso mais errar na escolha de minha profissão... Moro sozinha e preciso trabalhar para me manter, tenho receio de fazer não conseguir conciliar meu tempo e meu dinheiro com a faculdade e não quero ser uma aluna "meia boca". :)

Anônimo 12 de fevereiro de 2014 10:37

òtimo

Patricia Veiga 19 de fevereiro de 2014 17:34

Olá ! Adorei o texto :)
Bom estou no 4º ano de arquitetura e amo o curso, mas tenho um pouco de medo e receio de como vai ser para entrar no mercado de trabalho, como vc falou no começo é difícil e não tenho nenhum parente ou amigo na área. Estou pensando em fazer Engenharia por que gosto também e sei que vai me ajudar muito profissionalmente, você acha que vale a pena ? ou então estudar muuuito para concurso público.

Talita 12 de março de 2014 14:22

Sempre tive vontade de fazer arquitetura...e esse ano ja comeco a fazer o vestibular..mais nao tenho ideia se devo focar mais nas especificas..ou em todas..ou de qual conteudo devo estudar..estudo por conta atualmente faco apenas curso de redacao e ingles..poderia me ajudar nessa duvida pois nao convivo com nenhum profissional desta area que possa me ajudar. Obrigada ^^,

Blog da Arquiteta 12 de março de 2014 19:15

Talita, isso depende da faculdade onde voce vai estudar. Algumas exigem geometria, outras desenho geométrico (cálculos e desenho) e outras história, portugues, ou física. entre no site da faculdade onde você vai estudar e veja o que é exigido na prova para arquitetura ;)

Anônimo 26 de março de 2014 02:02

Minha Linda, Boa Noite!
Primeiramente, parabéns pela disposição em escrever para orientar pessoas. Em tempos em que tempo é dinheiro, é uma dádiva ter alguém que se disponha a dar um pouquinho de si, do que sabe, a outros. Ainda mais quando faz isso da forma cuidadosa, elegante e generosa como fez em seu texto, cuidando desde de detalhes teóricos aos percalços da prática. Mais uma vez, parabéns! O mundo comporta inúmeras possibilidades! Tem o seu lugar o pedreiro, o engenheiro, o arquiteto, o designer, o agrônomo, o cliente ou o escritório que valoriza e o que não valoriza, o que pode/quer e o que não pode/não quer pagar ... Enfim, tem de tudo e eventualmente as fronteiras do trabalho ou das necessidades de um vão adentrar as do outro mesmo ... E os caminhos profissionais dependem tanto de cada um que não sabemos ... O mais importante é o que vc fez: um texto sóbrio, realista oferecendo a informação, o seu conhecimento e a sua experiência! É só um começo .. Então, gostaria de lhe perguntar, se me permitir: Na sua opinião, como é o mercado da arquitetura para pessoas mais velhas ... por volta dos 40, 45 anos? Explico: Sou professora. Estou me preparando para uma nova fase na minha vida e sempre gostei da construir e reformar! Acho que a Arquitetura e, principalmente, o curso seria um desafio interessante que faria com esforço e prazer, mas, obviamente, se eu puder ganhar dinheiro com isso, melhor! O que acha? Como vc as oportunidades para esta faixa etária? E o tal do estágio? Escritórios contratam pessoas mais velhas?
Um abraço,
Renata

Blog da Arquiteta 27 de março de 2014 12:26

Olá, Renata!

Bem, para uma pessoa mais velha acho que não há barreiras, o importante é a força de vontade e aprendizado, e você já tem a experiência de vida e amadurecimento ao seu favor. E é aquela coisa, caso a arquitetura não dê certo, você já tem sua formação anterior e pode continuar nela. Mas vá atrás do seu sonho se é isso que você quer, não desista e caso não dê certo pelo menos você tentou. Sim, escritórios contratam pessoas mais velhas para estagiar, na verdade eles não se ligam muito em idade, e sim se você sabe manipular bem o CAD e tem agilidade e comprometimento. Boa sorte!

Anônimo 28 de março de 2014 10:49

Oi...
Estou meio em duvida se faço ou não este curso. Já fiz vários testes vocacionais e sempre tem envolvido arquitetura, e esta área me chama bastante atenção. Só que tenho medo de começar o curso e não ser bem isso que eu queria, tenho 18 anos estou quase concluindo minha graduação em RH que não faz tanto meu tipo. Pretendo fazer vestibular este ano para tentar entrar em alguma faculdade com bolsa, ou conseguir um bom desconto com a nota. Não tenho nenhum curso técnico nesta área, seria muito ruim começar sem curso algum para me dar base (Edificações, Auto CAD 2D/3D) no curso de arquitetura?

dzg 1 de abril de 2014 14:16

Meu maior medo é o THE, não sei desenhar muito bem, mas meu sonho é ser arquiteta desde quando eu descobri o que era uma. Poderia dar dicas de como se preparar?

Blog da Arquiteta 2 de abril de 2014 01:18

Olha, começar a faculdade sem nunca ter feito nenhum curso nao é problema, mas depois que entrar autocad será algo que você vai precisar aprender. Para se preparar nao existe muita dica, é estudar o que sua faculdade diz que vai cair no vestibular, e depois que entra, fazer um curso de cad e 3d ajuda bem.

Felipe 6 de maio de 2014 15:36

Oi tudo bom ? Já que você é arquiteto formado, queria saber sobre o mercado de trabalho, se ruim como realmente falam ou se é normal como qualquer emprego. E os salários são bons ? Da pra ter uma boa vida ?
Obrigado pela atenção.

Anônimo 17 de maio de 2014 00:15

Sempre quis fazer arquitetura, mas no ano que não fui aprovado no vestibular passei em um curso de engenharia em uma universidade pública e resolvi cursas, fiz 2 anos e meio desse curso e vi que engenharia não é pra mim( não é por cálculo, já paguei todos, pela física mesmo). Enfim, estou querendo muito fazer arquitetura agora, mas sempre penso na questão do emprego e salário... penso que por não conhecer ninguém na área pode se tornar muito difícil conseguir um emprego, além do que, pra quem não tem dinheiro disponível para montar um escritório ou se tornar sócio o curso pode ser arriscado.
Estou refletindo muito se entro em engenharia ou busco algo menos arriscado.

Anônimo 27 de maio de 2014 23:44

Gostei muito do texto. Quero fazer o curso de arquitetura e não tenho muita habilidade com desenho. To no ultimo ano do ensino médio e farei vestibular para arquitetura próximo final de semana. Tenho uma certa insegurança em relação de me da bem quando termina a faculdade e tem o meu pai que tem uma empresa de seguros e quer que eu faça administração e tipo ele não me incentiva muito em relação a arquitetura, e me sinto insegura com isso. Fora isso amei o texto, é um texto bem claro. Parabéns!

camila 5 de julho de 2014 10:21

Olá
Meu nome é camila , tenho 13 anos e me enteresso muito por arquitetura, quero me formar nessa aréa , mais queria que voce me ajuda-se com uma base sobre o que arquitetura e o que presciso saber de inicio , se puder me indicar sites ou videoaulas outros blogs ficaria muito agradecida . Aguardo sua resposta .

Anônimo 23 de julho de 2014 11:07

Moro em Curitiba

Em outubro faço 19 anos . Atualmente trabalho na área de transportes (vendas)
Não quero continuar a atuar nesta área, fiquei afastada 02 anos do ensino médio e voltei este ano, estou terminando o 2° ano do ensino médio, quero fazer faculdade de arquitetura e urbanismo e depois pós em design de interiores, Mais não quero esperar mais....

Como trabalho durante o dia e estudo a noite queria uma dica de algum curso ou especialização que posso fazer a distância ou aos sábados para começar o quanto antes a atuar na área antes de começas a faculdade.

POR FAVOR alguém uma dica?

Anônimo 24 de julho de 2014 15:51

Olá! Seu texto é realmente muito esclarecedor!
Eu sou formada em um curso técnico de design de interiores, que fiz enquanto cursava o ensino médio. Me formei no primeiro semestre do ano passado. O curso todo me encantou, eu descobri que amo fazer desenhos técnicos seja na prancheta ou no autocad, mas os artísticos sempre me foram mais problemáticos quando feitos à mão. Pelo fato de achar que não sei desenhar, acabei prestando vestibular para engenharia civil no fim do ano passado, mas não passei. Esse ano estou fazendo um cursinho pré-vestibular, mas, por estar muito confusa sobre o que prestar, quase não tenho vontade de estudar. Isso me faz render menos durante o dia. Até então havia decidido que não prestaria nem engenharia e nem arquitetura; a primeira pelo fato de se distanciar bastante do que eu realmente gosto, e a segunda pela minha "falta de habilidades artísticas" e pelos relatos dos professores do curso técnico, que muitas vezes diziam que se conhecessem as dificuldades da carreira não teriam feito arquitetura como primeira graduação. Vendo as provas de habilidades específicas para o curso, me desanimo cada vez mais por achar que jamais passaria dessa fase do vestibular.
Você pode por favor me dar sua opinião? Conhece alguém que se arrependeu por não ter feito arquitetura por motivos parecidos com os meus? Esse ano completei 18 anos e não quero demorar pra começar a construir uma carreira, mas simplesmente não tenho ideia do que faço!
Obrigada!

Blog da Arquiteta 24 de julho de 2014 21:07

Voce pode cursar rquitetura e eng ao meamo tempo (se conseguir) ou iniciar um dos dois cursos e depois ver qual se identifica mais. Com a faculdade é assim, voce sempre pode tentar, se nao gostar, tranca o curso e inicia outro. Voce ainda é MUITO jovem, tem tempo para escher e tomar a decisao certa! Algumas pessoas que se arrepebdem, sim conheço, e algumas ate depois de ja ter um a carreira vao cursar arquitetura para realizar o sonho. Mas vai de cada um ne? Voce pode experimentar e decidir. Boa orte!

Anônimo 5 de agosto de 2014 15:11

Li o seu texto e adorei! Decidi fazer este curso faz pouco tempo, ainda estou analisando outros cursos e profissões, mas a priori estou pesquisando sobre o curso de Arquitetura e realmente me vejo trabalhando na área futuramente. A questão é que eu super me indentifico com as ciências exatas, entretanto tenho uma certa aversão às ciências humanas, apesar de parcialmente conseguir me garantir nessas matérias. De qualquer forma, gostaria de saber o seguinte: o curso utiliza muito dessas matérias na área de humanas, como a história da arte, da arquitetura, ou é bem mesclado com cálculos, que é a minha preferência? Muito obrigada desde já! ��

Blog da Arquiteta 5 de agosto de 2014 15:29

É mesclado, existem materias de historia, estetica, ou urbanismo que sao mais teoricas, mas tbm ha calculos, nao tanto quanto na engenharia, mas tem alguma coisa, sim. Bos sorte!

ERILANE MELLO 11 de agosto de 2014 01:46

estou fazendo o curso de EDFICAÇÃO,i já é um grande começo para fazer Arquitetura,, pois já estou decidida em qual ramo quero para meu futuro, em breve serei uma grande profissional,.
MAS , vem o certo medo não sou otima em cálculos, mas nada é impossível para tentar....

" Desista,desista,desista...se NÃO conseguir PERSISTA!!!

ERILANE MELLO 11 de agosto de 2014 01:57

desista,desista,desista, si não conseguir PERSISTA!!!
Essa é a frase que deixo a vocês...:)

Daniela 20 de agosto de 2014 22:25

Arquitetura pra mim realmente é um sonho, que se Deus quiser estará próximo! O que deixou mais motivada a fazer foi a indicação de uma professora em tentar na área de arquitetura industrial, pois nosso país está numa fase de expansão de indústrias, o que seria realmente favorável, porém tenho uma dúvida: gostaria de saber se o arquiteto é tão mal valorizado como dizem, pois tenho a insegurança de concluí-la e depois não ter um retorno! Lógico que não penso nela como uma "máquina de dinheiro" mas apenas queria ter uma instabilidade financeira fazendo aquilo que gosto...
Obrigada pelas dicas do seu blog, foram muito úteis e ajudaram a renovar minhas esperanças. Desde já, espero ansiosamente pela sua resposta.
Abraços!

Blog da Arquiteta 21 de agosto de 2014 18:22

Daniela, é como eu disse no post, alguns sao mais bem sucedidos, outros menos, mas no geral hoje em dia nao falta trabalho e os arquitetos estao se dando bem. Boa sorte!

Anônimo 3 de outubro de 2014 13:53

Olá,
Meu nome e Bruna tenho 18 anos, atualmente fazendo cursinho pré-vestibular
Meu sonho e cursa Arquitetura, estou bem insegura com por esse motivo, estou pensando em fazer um curso técnico de design gráfico é fazer alguns cursinho como desenho, CAD e até matemática, ao logo de 2 anos, o que vai durar o curso técnico. Assim eu só iria ingressar na faculdade com uns 20 anos, muitas pessoas já me disse que com essa idade o ideal seria já esta na faculdade e estagiando. Bom, gostaria de saber a sua opinião sobre isso!
Desde já agradeço!
Amei seu blog ..
bjs

Marlon 22 de junho de 2015 19:36

Parabéns pelo blog,isso sim era o que procurava,esclareceu muitas dúvidas,e obrigado pela motivação.

Anônimo 6 de julho de 2015 18:27

Estou no 8º Semestre de Arquitetura, gostaria de trabalhar por conta.
Fazendo projetos de Designer e projetos de paisagismo.
Será que posso atuar na área? Mas irei cobrar menos por conta de não ter a formação ainda.

Simone Andrade 8 de julho de 2015 19:23

Você conhece algum bom livro ou curso (pode ser online) de linguagem arquitetônica? Vou prestar Design na FAU USP, mas a prova de habilitação específica é a mesma da do pessoal de Arquitetura.

Simone Andrade 8 de julho de 2015 19:23

Você conhece algum bom livro ou curso (pode ser online) de linguagem arquitetônica? Vou prestar Design na FAU USP, mas a prova de habilitação específica é a mesma da do pessoal de Arquitetura.

Anônimo 31 de julho de 2015 00:09

Ola.. adorei seu texto. E realmente esse blog apareceu como uma luz para mim. Estou indecisa. Passei para dois cursos. Um é engenharia civil e o outro é arquitetura. Civil foi em uma particular e arquitetura em uma publica. Não posso de forma alguma dispensar essa vaga na publica porque além de ser uma vaga que eu esperei muito pra ter também eh de graça kkk A questão é que sempre me dizem que arquitetura não da muito dinheiro, pelo menos não na região onde eu moro. Civil no entanto é muito cotado onde eu moro. Eu tenho receio de tentar fazer as duas ao mesmo tempo e não conseguir dar conta. Gostaria muito que você dess a sua opinião: fazer os dois ao mesmo tempo ou me indicar qual dos dois eu faria primeiro se no caso decidisse fazer um curso e depois o outro.
um pequeno detalhe que deixei de comentar kkk sou mulher. E mulher no curso de civil é um pouco mais complicado por causa do machismo que envolve esse curso.
Obrigado :)

Blog da Arquiteta 6 de agosto de 2015 14:25

Oi, o fato de voce ser mulher nao atrapalha em nada, hoje em dia as pessoas sao muita mais civilizadas, e caso apareça algum incoveniente engraçadinho, se imponha e mostre que você é uma profissional competente. Portanto, nao tenha medo disso, siga em frente. Na minha opiniao voce pode cursar arquitetura na publica e engenharia na particular, dando carga maxima para arquitetura e cursando duas ou tres disciplinas de engenharia por semestr. Ao fim voce fica com os dois diplomas. Quando eu estudava, umas 5 meninas da minha faculdade fizeram isso, e hoje sao engenheiras E arquitetas. Boa sorte!

Maenne Silverio 6 de setembro de 2015 23:40

Olá, gostei muito do seu texto, me esclareceu bastante a mente. Sou uma pessoa maravilhada com a arquitetura, ando nas ruas olhando casas e prédios, e tudo envolvido nesse meio, meus amigos chegam até a reclamar comigo de tão admirada que sou Srsrs... Mas então, você pode me explicar como é o VHCE de Arquitetura? E se é tão difícil assim como a minha mente está fantasiando? E se em todas as faculdades de arquitetura é necessário fazer esse exame? E se poderia me indicar que assuntos estudar para fazer tal teste...
(De: Alguém desesperado para ter essas respostas de alguém que parece entender tão bem a arquitetura. Sério, eu preciso mesmo.)

Maenne Silverio 7 de setembro de 2015 00:00

Oi...gostaria de saber algumas coisas...gostei muito do seu texto, me esclareceu varias dúvidas, mas uma delas ficou...A prova de VHCE,..Como ela é? Ela é tão difícil assim como estou pensando? Sim, estou pensando que ela é bastante difícil Srsrs....Você chegou a fazê-la? Se fez, como foi para você? E poderia me indixar assuntos e/ou pequenos cursos para poder fazer para me dar bem nela? (De: Alguém realmente desesperado por respostas. Por favor, me responda.....)

Blog da Arquiteta 7 de setembro de 2015 20:58

Olá, infelizmente nunca fiz essa prova, entao nao,vou poder te ajudar...abracos!

Anônimo 17 de novembro de 2015 17:18

vou começar ano que vem,estou decidido a dar o meu melhor e se destacar,nunca parar,nem depois da graduação,sempre aprimorar,mas me veio uma duvida,consigo conciliar ,arquitetura,academia,namoro e lazer ?

Blog da Arquiteta 19 de novembro de 2015 05:04

Da sim, nao se preocupe ;)

Anônimo 19 de janeiro de 2016 16:00

Ola!
Muito legal o seu blog. Estou começando a utilizar o revit, e vi que você fala dele em alguns dos seus posts.... você conhece algum site onde posso encontrar familia para o revit? Eu ficaria muito grato... E novamente parabéns pelo blog, muito legal..

Anônimo 22 de janeiro de 2016 14:59

Olá, vou começar arquitetura esse ano, e tenho muitas dúvidas sobre qual notebook comprar. Eu sei que ele vai ser bem importante e muito útil, por isso queria saber um notebook ideal para um estudante de arquitetura (ou pelo menos, as especificações mais importantes)
Você tem alguma sugestão, alguma dica??

Blog da Arquiteta 23 de janeiro de 2016 10:49

Oi, de preferencia com boa placa de vid o, e que essa placa de video seja dedicada. A memoria ram tbm tem q ser alta. Essa placa de video eh essencial para rodar autocad, revit e programas 3d.

Anônimo 17 de abril de 2016 14:50

Simplesmente incrível! Parabéns pelo blog.

Thaise Batista 1 de junho de 2016 19:37

Maravilhoso esse post, com certeza me ajudou a consolidar meu desejo por arquitetura ♡

Anônimo 15 de fevereiro de 2017 04:11

Não tá abrindo o link sugerido...

Yara 19 de abril de 2017 02:50

Excelente artigo. Pretendo fazer o curso de Arquitetura, já fiz um ano de técnico em edificações e me identifiquei muito com a área. Estava com algas dúvidas e esta publicação as esclareceu melhor do que eu esperava. Obrigada e excelente trabalho!

Postar um comentário

Facebook: comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...