Novo Código de Ética de Arquitetura e Urbanismo




O CAU/BR (Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil) publicou desde setembro do ano passado o novo código de ética que rege a profissão de arquiteto. Entre os vários itens para que o arquiteto exerça sua profissão de forma ética, está um que vem causando bastante polêmica: a proibição de cobrança de reserva técnica. Explicando melhor, seria aquele percentual que as lojas de móveis ou material de construção oferecem ao arquiteto quando o seu cliente realiza alguma compra na citada loja, como um bônus.

Muitas pessoas se mostraram a favor dessa proibição, pois argumentam que dessa forma o cliente tem uma compra mais transparente, e pode conseguir um desconto melhor. Enquanto outros, acham que que a existência da reserva técnica gera competitividade e aquece o mercado, construindo uma boa parceria entre o arquiteto e as lojas.

De qualquer forma, agora, receber reserva técnica é considerado anti-ético, porém muitos arquitetos e lojas ainda continuam com a prática, como se nada houvesse mudado, cabendo muitas vezes ao cliente que não queira que isso ocorra, se informar melhor.

Inclusive, segundo uma Lei em tramitação, a prática pode tornar-se até crime: http://www.caubr.gov.br/?p=18390

E vocês, o que acham? Reserva técnica é legal ou não?




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quero prestar vestibular para arquitetura, o que preciso saber?

Autocad ou Revit?

Cartão de Natal Arquitetônico!